O que é PrEP HIV?
A profilaxia pré-exposição ao HIV é um novo método de prevenção a infecção pelo HIV. A PrEP consiste na tomada diária de uma determinada medicação o que faz com que o vírus não afete o organismo.

Como funciona?
A medicação é a combinação de duas substâncias (tenofóvir + entrecetabina), que bloqueia algum “caminho” que o HIV usa para infectar seu sistema, tomando a medicação conforme recomendação médica a substância pode impedir que o HIV se estabeleça e se espalhe em seu corpo.
Mas atenção: a PrEP Só tem efeito se tomar corretamente e com orientação médica, caso contrário pode não haver concentração suficiente do medicamento em sua corrente sanguínea para bloquear o vírus.

Em quanto tempo a PrEP começa a fazer efeito?
Após 7 dias de uso para relação anal e 20 dias de uso para relação vaginal.

Atenção: A PrEP Não protege de outras infecções sexualmente transmissíveis (Como a sífilis, a clamídia e a gonorreia) E portanto deve ser combinada com outras formas de prevenção como a camisinha.

Quem pode usar a PrEP?
A PrEP Não é para todos. Ela é indicada para as pessoas que tem uma chance maior de entrar em contato com o vírus por exemplo:
* Frequentemente deixa de usar camisinha em relações sexuais (anal, vaginal);
* Tem relações sexuais sem proteção com alguém que seja HIV positivo e não esteja em tratamento:
* Apresenta episódios frequentes de infecção sexualmente transmissíveis.

Como posso começar a usar a PrEP?
Procure um profissional de saúde informe se para saber se você tem indicação para a PrEP.

Veja aqui a lista completa dos serviços que ofertam a medicação.

Quer saber mais? Assista ao vídeo abaixo

Atenção: Se auto medicar pode trazer consequências a sua saúde. Procure seu médico.
Vista-se use, use sempre camisinha.

Este medicamento é contra indicado em caso de suspeita de dengue.

Vitor Vicente

Vitor Vicente

Colunista - Coluna Vitor Vicente

Formado em Capelania Social pelo IDICAB, estudante de Enfermagem, Morador de Londrina e apaixonado por escrever e se manter atualizado no mundo.

As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade exclusiva do autor, não refletindo necessariamente a opinião institucional do Coletivo Movimento Construção – Parada LGBTI+ de Londrina. 

Mais de Vitor Vicente

Reviravolta: Por ser Gay está APTO a doar sangue!

Reviravolta: Por ser Gay está APTO a doar sangue!

O Supremo Tribunal Federal conquistou maioria dos votos, 6 dos 11 totais até agora, para impedir restrições à doação de sangue por gays, um julgamento que já se arrasta há bastante tempo. A votação ainda deve se estender a outras sessões para concluir mais 5 votos de...

Proibição da Cura Gay

Proibição da Cura Gay

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, neste 17 de abril, manteve, por unanimidade a decisão monocrática da Ministra Carmen Lucia de que o Conselho Federal de Psicologia deve continuar impedindo que seus filiados, psicólogos, ofereçam tratamento de reversão da...

Homofobia já é um crime!

Homofobia já é um crime!

Ser LGBT no Brasil é ter que resistir bravamente Contra uma série de problemas ódio, preconceito, desinformação e um monte de condutas violentas que nos atravessam todos os dias. Mas apesar de sermos um dos países que mais mata LGBTs no mundo, 2019 foi o ano em que a...

Mais colunas

Habemus farofa – e das boas!

Habemus farofa – e das boas!

Oi, menine! Tá boa, santa? Depois de um longo e tenebroso inverno no deserto da música pop contemporânea, fomos todas, todos e todes contemplados com farofa da melhor qualidade. Em tempos de pandemia e isolamento social, Lady Gaga com o seu Chromatica reafirma o poder...

Negro? Candomblecista? Na escola NÃO.

Negro? Candomblecista? Na escola NÃO.

Nessa última semana, em diversos países pelo mundo, as pessoas se mobilizaram em protestos diante dos crimes de racismo e discriminação cometidos contra os negros, em especial no caso de George Floyd. Ele, afro-americano, morreu em 25 de maio de 2020, vítima do Estado...

LGBTs da História: Mario de Andrade

LGBTs da História: Mario de Andrade

Mário Raul Morais de Andrade, autor do romance “Macunaíma”: o poeta e prosador foi o intelectual que sedimentou as ideias revolucionárias da Semana de Arte Moderna de 1922 e contribuiu para mudar a linguagem da literatura brasileira. Poeta, escritor, crítico...

Leia mais

Brasil registrou 124 assassinatos de transgêneros em 2019

Em 2019, pelo menos 124 pessoas transgênero, entre homens e mulheres transexuais, transmasculinos e travestis, foram assassinadas no Brasil, em contextos de transfobia. Os dados estão no relatório da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) divulgado no...

Para sugestões de pautas a redação, envie um e-mail para [email protected]